quando precisar de mim, olha pro mar

mar.jpg

ainda que o coração esteja borbulhando novidades e uma ansiedade que depois de chegar a gente nem sabe mais porque,  o cair da noite vem sempre recheado de incertezas. Sorte a minha que dessa vez, pela primeira vez, minha madrugada pode virar saudade.

Não te tirarei da cama mais pela noite para lhe contar sobre minhas dúvidas  e anseios, ao menos isso, essa desvantagem de fuso me trouxe.

Ainda estou embaralhada  e espantada com o fuso e como posso, de fato, estar vivendo sempre a um dia na frente da senhora, é como se perdesse algumas horas e por algum motivo ainda precisasse delas de volta, isso passa, há de passar.

Meu corpo ainda não se acostumou a jantar no café e vice e versa, mas meu coração já entendeu que a distância não é mais capaz de te deixar longe. Seu olhar ai distante acalma o coração e eu me pergunto como pode alguém que viveu toda essa transição tecnológica e de hábitos ser tão clara  e firme no olhar. Os jovens precisam aprender a escutar a experiência, o que não significa, de maneira nenhuma, que tenha de deixar de viver as suas, longe de mim.

Hoje qnd me pediu para ver o mar, eu me senti perto, como se a mesma água que batesse no meus pés quase congelada aquecesse meu coração. Obrigada por estar ai do outro lado. Obrigada pelo amor simples e inexplicável assim como o mar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s