Quando a gente encontra com a gente no passado

 

Quando a gente viaja é assim, é diversidade e algumas vezes, tantas vezes, alguns são tão a gente, sabe?

Queria cuidar de vocês e impedir que cometessem os mesmos erros que eu,

Queria que não sentissem as mesmas dores e que entendessem que essas dores, passam.

As experiências, essas sim valem a pena, e o que afinal é melhor deixar para lá.

Queria que doesse menos em vocês, como doeu em mim – como as vzs ainda dói.

Mas ai, me pergunto se afinal existe crescimento sem dor.

As vezes, muitas vezes, apenas as palavras não bastam. São as cicatrizes infelizmente que nos fazem mais fortes.

Não deixe que elas os deixem amargos.

Não deixe que façam com que desacreditem.

Que elas sejam apenas para que sejam mais fortes e melhores.

Amém.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s