Um desabafo de um estudante bipolar

Um desabafo de um estudante bipolar – calma- não estamos falando no sentido literal da frase. RESPIREM, por favor, respirem.

Eu gostaria de te ligar mais, mas o som da tua voz faz com que as coisas sejam ainda mais difíceis por aqui.

Queria te dizer que esta tudo bem e que minha vida esta como sempre sonhei, mas se eu for bem sincera, não é assim que me sinto.

Fico assustada com o ser humano, ver de perto o quanto ele é impiedoso me assusta sabe? Se dar bem é sim um sinal de ambição, mas não quando para isso você precisa atropelar o sonho dos outros. Não foi assim que a senhora me ensinou.

Não tenho muito do que reclamar, ainda que constantemente me pegue murmurando por aqui ou por ali.

Estou do outro lado do mundo vivendo o sonho de muita gente, eu sei, e mesmo que não soubesse ninguém me deixaria esquecer, não aqui.

Acordo as vezes como se estivesse em casa, já sei como lidar como meu dia – a –dia  e graças a Deus comecei a me adaptar as comidas, ainda que grande parcela disso seja porque faço comida aqui em casa. Estou ficando craque nisso, acho que a senhora ficaria bem orgulhosa.

Ando me sentindo meio dona de casa, meio indepentende, meio assustada.

Fico emocionada com mensagens de madrugada, com histórias baseadas em fatos reais, fico emocionada com a vida.

Me assusto como as pessoas se importam tão pouco e vivem tão pouco, tento olhar isso e trabalhar em como seguir em frente.

Eu queria ir embora, queria.

Mas eu não queria desistir de mim.

A questão nem é mais o dinheiro, nem a distância, a questão é me entender, me conhecer e com isso conseguir ser melhor.

Sinto falta de ir ao cinema e de poder pegar o carro para dar uma volta.

Parar a tarde na casa da vó e tomar um café quentinho tentando explicar para ela o que é freela e por que isso anda sendo tão comum, p ser sincera, acho que a senhora ainda não sabe, mas concorda para me fazer feliz.

Para minha surpresa, sinto falta de voltar para casa, qnd já esta no fim do horário da escola. Amo meu professor, preciso de um dia, um tópico a parte só para ele, nossa como ele me faz feliz.

Me contradizo quando acordo pensando em ir embora, reflito e ainda quero tanto para viver. Nem sei se você acredita em Deus, quer dizer, falei isso num geral, a senhora acredita. Ele me disse que vai passar, que vai ficar tudo bem. Respiro, rezo e acredito que vai passar, vou melhorar, acredito que preciso passar por isso.

Desabafo de uma brasileira, tentando acreditar em sonhos, aqui, do outro lado do mundo.

Que eu ainda mude muito de opinião, pq é isso afinal que nos faz vivos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s