O terror do visto

passaporte1.png

(Imagem retirada do blog: http://blog.sealbag.com.br/)

Sabe, é nessas horas que eu vejo o quanto não globalizado é o mundo. Porque o pessoal curte falar aos quatro ventos que o mundo não tem limites, que você vai e volta quando quiser, mas ali, no papel, preto no branco não é bem assim que as coisas funcionam.

Ok. Pelo menos quando o assunto é a Austrália, sabemos que não é lá não difícil assim achar argumentos e defesas para ficar ( ou vir ), mas ainda assim, poxa. É um tanto de questionário e “letter” para cá e para lá que você fica pensando, nossa, tudo isso para provar que sou boa suficiente para eles ou o que? Como se já não bastasse toda a dúvida de trocar a vida por uma novinha do outro lado do mundo e toda essa saudade, ela ainda vem recheada de um tanto de fichas para serem preenchidas e aplicadas, reaplicadas. (digo isso porque você não tira um visto e vai ser feliz, você tem que periodicamente renova-lo e re-aprova-lo perante o Governo)

Desculpa aos demais países, vou me resumir a Austrália, pelo menos nesse post para tentar ser mais sucinta ta vó?

Sendo brasileira, como você pode aplicar seu visto para vir?

1 – Skills, ou seja, você tem alguma habilidade que “falta” no país, então, provando por A mais B que você realmente é apto, portas abertas.

2- Turista, o visto é tranquilo, pode ser online mesmo, e pronto, liberado para passar 4 meses aqui na terrinha. Yewwww

3- Estudante, o que você precisa?

Escolha do curso, vale reforçar que para os que pensam em se aventurar por mais tempo, você tem que começar do mais básico, ou seja, apenas inglês e ir galgando, o que mostra sua evolução e logo, justifica os motivos para estar aqui. (Como se viver essa intensidade toda já não fosse lição o bastante.) – lembrando que: nesses casos precisa ter uma comprovação de renda proporcional ao tempo que pretende ficar aqui, pode ser sua ou pode ser comprovada através de parentes e amigos.

Alguns países tem liberado aqui o Work Holiday Visa, logo, se você é brasileiro, mas seu passaporte é Europeu, você ainda pode recorrer a essa alternativa. (sorte a sua)

Deixando essa burocracia toda para lá, como eu ia falando vó, pessoal enche a boca para falar de globalização, mas na hora do vamos ver não é bem assim que a banda toca.

Me entristece sabe… me entristece ver a diferença principalmente para os Sul-Americanos, incluindo, claro o Brasil.

Me entristece saber que a cada x meses tenho que provar que posso estar aqui.

Me entristece saber que esse negócio de ir e vir, assim como tantas outras coisas, acaba por ser apenas da boca para fora.

O que nos resta é continuar acreditando, porque eu desejo poder continuar sempre indo e vindo por onde eu quiser.

Amém

passaporte2.jpg

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s