As palavras que deixei de dizer

praia1.jpg

Não vivo mais de palavras não ditas, houve o tempo que sim, não posso julgar,hoje  não faço mais.

Prefiro ter a certeza de que fiz de tudo para que fosse para sempre.

Ainda era carnaval, clima de purpurinas e festas, era amor que sobra no Rio, em São Paulo, na Bahia… ô pae, ah Bahia.

Por algum motivo, a gente acha que as palavras tem hora certa para serem ditas, eu, as guardei.

O tempo levou com elas a chance de algo diferente, mas eram só palavras vem me dizer você, não era mesmo?

Não muito depois, agosto do mesmo ano, recém chegada de viagem liguei para o meu pai, pensei em contar de Roma, sempre foi o sonho dele ir para lá e eu tinha cada detalhe fotografado, em foto e alma, para dividir com ele cada pedacinho. Naquele dia, falei te amo, disse que contaria sobre a viagem depois, não tivemos depois.

Se eu pudesse te dar um conselho? Não guarde palavras.

Palavras não ditas viram dúvidas

… viram saudade

…viram feridas

Elas enferrujam o coração, elas machucam a alma, elas deixam de mudar o futuro.

 

Joguei as que já tinha guardado no mar, confesso, encontro com elas onda ou outra por ai.

 

Hoje? Hoje dentro de mim não há mais espaço para elas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s