Doença da nova geração: os sentimentos que deixei de viver

couple-love-bedroom-kissing (2).jpg

O geração estranha, e me incluo nessa, fazer o que ?

A gente passa dias esperando aquela mensagem e quando ela finalmente chega. Ah hoje eu não posso, sabe como é , não posso parecer disponível, imagine se ele descobre o que eu sinto por ele? Guardei as palavras, pior, guardei toda essa vontade: fui dormir. Acordei, as coisas estavam todas iguais, não sei porque a surpresa afinal. Ainda levei mais uns dias para dizer que talvez pudesse naquela tarde, os dias passaram… guardei toda essa vida em mim. Adoeci.

Doença da nova geração, os sentimentos que deixei de viver. Ficou tão mais fácil falar tudo, que de importante mesmo a gente não fala mais nada. Um mundo que se pode tudo, poder pode, mas agora? Ah deixa para depois. Quem entende? Troco meu whatsapp, mas não troco olhar, um olhar, afinal, pode ser invasivo demais, não é mesmo? A semana de sentimentos na gaveta, para uma explosão de fim de semana e de mensagens que “não ” deveriam ter ido, “foi a bebida falando mais alto”,me perdoem, não entendo mais nada. Quero sentir e ponto. Esse negócio de deixar de viver não é para mim, de onde eu vim? No meu mundo não existem vontades guardadas, usei todas criando minhas melhores lembranças.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s