Lovely Galway

DSC_0036.JPG

Ainda me lembro do dia que ela disse que ia embora. Galway, Galway? Ma do céu onde fica isso? Irlanda, cidade onde foi gravado P.S. I Love You, coisa de filme mesmo, alias foi ela quem influenciou minha viagem para lá meses depois. Ela? Se jogou no mundão e hoje mora em Madri, Espanha.

Tenho para mim que cada mudança nossa lapida a nossa resiliência e de repente, se adaptar vai se tornando algo mais fácil, menos doloroso e com certeza muito mais interessante.

Aprender com os próprios erros e experiências é de longe e indiscutivelmente a melhor aula da vida, mas vamos lá, ela que já deixou um pouquinho dela em mim, vem aqui hoje contar e deixar um pouquinho dela para vocês também.

Vem (vi)ver mais essa jornada com a gente, vem ❤

E ai, esse tal de intercâmbio, por que fazê-lo?

“A ideia de fazer um intercâmbio acompanha, quase sempre, a necessidade que temos de mudar algo na vida. Em muitos casos, tentamos buscar, acrescentar, completar ou, até mesmo, esquecer. No meu caso, eu sempre quis saber o que encontraria do outro lado. Parece bonito, mas quando apertei os cintos e percebi que estava dentro de uma bolha de aço que deveria permanecer voando, aproximadamente, durante 11 horas, eu pensei em desistir. “Solto um grito desesperado, peço para todo mundo parar, desço e pronto”, pensei.  Eu não seria a primeira a surtar dentro de um avião! Seria? Minha primeira viagem internacional e eu estava ali, sentada, sozinha, com duas maletas enormes  e sem saber se eu conseguiria me comunicar em outro idioma. Eu não estava morrendo, mas muita coisa sobre a minha vida passou pela minha cabeça naquele momento. Para onde exatamente eu estava indo? Por quê? Esta ideia foi minha? Bom, foi em meio a tantas dúvidas, sim, a ponto de decolar,  que o que deveria ser mais assustador, no final, foi o que mais me fez permanecer firme nessa experiência: a incerteza do que estava por vir. Eu precisava disso e eu também gostava daquela sensação. Sim, algumas coisas foram difíceis no começo. Porém, nada chega perto do quanto a Irlanda mudou a minha vida.

É mágico como cada detalhe começa a fazer parte de você, como, de repente, você se sente em casa. Você se acostuma que os passageiros se sentam do lado esquerdo do carro, que beber às 15h não é motivo para qualquer julgamento, “Whats a craic” faz todo o sentido, quer dizer, como alguém pode não entender o sentimento que envolve essa pergunta? E, claro, por último, mas não menos importante, Galway está coberta por um manto rico e aconchegante de cultura. Sim, tem o Spanish Arch, a Saint Nick, os castelos, as universidades, mas, para sentir a diversidade da cidade, basta caminhar pelas ruas, olhar ao redor com atenção. Em Galway, eu sempre caminhava com um sorriso no rosto e com a câmera na mão. Os habitantes conseguem preservar as origens irlandesas no seu dia a dia de uma forma incrivelmente natural. Sempre havia música pelo caminho, alguma apresentação, algo que merecia ser fotografado ou gravado. Num piscar de olhos, estar sozinho, nem sempre, quer dizer que você realmente está sozinho. Não falo somente das pessoas incríveis que pude conhecer durante esta jornada. Falo dos pequenos detalhes que, hoje, ficam marcados na memória como se um pedaço de mim ainda estivesse lá, cruzando uma e outra vez a ponte que corta o rio Corrib, descendo do ônibus que me levava à Newcastle, caminhando pela orla da praia em Salthill, sentindo o vento e a chuva incômoda a caminho da High Street. Ainda que eu tenha viajado por outros lugares, para outros países, eu ainda posso sentir o cheiro gelado de Galway. Não há nenhum outro lugar como aquele.

Galway me acolheu, roubou um pedaço de mim e me acrescentou outros mil. Não importa onde eu esteja, eu sei que essa bagagem eu vou levar para a vida toda. Quando você volta, muita coisa fica pra trás, mas o que vale a pena está sempre com você, ao menos, foi assim para mim.”

Galway – Maio/2013 ❤

DSC_0092

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s