Aquele velho novo amor

amor1.jpg

Descobri um amor novo, engraçado, ele sempre esteve tão perto, nunca reparei. Dia ou outro  a gente se encontrava de relance, alguns fixava os olhos nele como quem busca uma resposta, em outros, desviava, como que quem finge que não viu.

Hoje, me declarei.

Acordei cedo, preparei o café, tudo dentro dos conformes, no maior capricho do mundo, cuidei dos minimissimos detalhes.

Sai para o parque, andei, corri, abri um livro na sombra, coisa de filme.

Cheguei em casa, vi um filme que não via a anos, senti saudade de um tempo bom, lembrei de mim.

Curti a minha própria companhia.

Me dei amor pela primeira vez como quem entende, finalmente, que só se pode amar se primeiro, a gente se amar, me amei.

Foi tão lindo que sobrou amor, transbordei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s